Make your own free website on Tripod.com

GOADS

 

 

Integrando novas aves

Integrando novos indivíduos a grupos já formados

Como já foi descrito no link Características, os grupos formados por galinhas são regidos por uma ordem hierárquica rígida que se forma gradualmente entre os indivíduos que crescem juntos e que pode trazer muitos problemas quando tenta-se adicionar um novo indivíduo a um grupo já formado.

Quando um grupo de galinhas alcança a maturidade sexual, começam os conflitos entre os machos, principalmente, pela dominância e formação de haréns. Até que a ordem hierárquica tenha sido estabelecida é possível que o grupo atravesse um período de stress. Normalmente não ocorrem grandes problemas, não obstante, o grupo deve ser observado atentamente, pois uma galinha ferida e sangrando no grupo pode estimular o canibalismo.

Adicionar um novo indivíduo em um grupo já estabelecido de galinhas pode ser fácil, difícil ou impossível, dependendo de diversos fatores que devem ser levados em consideração antes de se adquirir outra ave.

Fácil: É fácil adicionar um galo a um grupo já estabelecido de galinhas adultas. Elas, provavelmente, aceitarão o galo prontamente com pouca ou nenhuma alteração na ordem hierárquica já estabelecida, uma vez que, nenhuma das galinhas vai contestar que o topo da hierarquia pertença a ele.

Difícil: Introduzir uma nova galinha em um grupo já estabelecido pode ser difícil para o proprietário e para a ave também.  Fatores como a idade do grupo, raça e espaço disponível vão ditar o quão difícil vai ser. As raças New Hampshire, Rodia, Índio são competitivas e às vezes agressivas, isso significa que elas não vão aceitar com facilidade a nova ave. Por outro lado, híbridos de corte são calmos, movem-se devagar e vão adaptar-se melhor a mudanças no grupo.

Impossível: Adicionar pintinhos a um grupo de adultos. Eles provavelmente serão mortos em alguns minutos. Outra impossibilidade é adicionar um galo a um grupo já com muitos machos. Pintinhos somente podem ser integrados a um grupo de adultos quando uma galinha daquele grupo os choca e cria dentro do grupo.

Se você já adquiriu uma galinha nova e descobriu que a pessoa que a vendeu mentiu sobre quão fácil seria integrá-la ao grupo já formado em seu galinheiro, há algumas coisas que você pode tentar fazer antes de desistir...

Construa um cercadinho dentro do galinheiro e coloque-a dentro, permitindo assim, que as outras se acostumem com ela. Isso pode levar semanas ou meses.   Coloque água e comida para ela dentro do cercadinho e tenha certeza de que ela esteja protegida. Após algumas semanas, você pode tentar colocar o galo dominante com ela, dentro do cercadinho. Provavelmente ele irá cortejá-la e se as coisas ocorrerem bem, você pode deixá-los juntos alguns dias e tentar soltá-la então. Se com o galo não funcionar, tente com uma galinha submissa do grupo.

Um bom momento para se colocar outra galinha no grupo é quando se retira o macho dominante, pois a retirada do topo da hierarquia vai desestruturar toda a ordem hierárquica e a agressividade do grupo estará então diluída entre todos os indivíduos e não somente no recém-adquirido.

Assim, lembre-se que subtrair uma galinha de um grupo já estabelecido vai provocar algum stress no grupo. Temos, que a subtração do galo dominante do grupo vai provocar muitas brigas entre os machos mais jovens pela disputa do poder. No entanto, a retirada de um membro menos expressivo não costuma provocar nenhuma alteração no comportamento das galinhas.